Site Loader

Algumas pessoas geralmente pensam que a ansiedade como conceito negativo, mas embora ela possa atingir níveis prejudiciais à saúde, ela é inevitável – e muitas vezes também desempenha um papel útil, não prejudicial, em nossas vidas diárias.

Pois, a ansiedade nos ajuda a ficar alerta para ameaças externas – como um motorista desviando em uma pista próxima – e internas – como quando procrastinamos por muito tempo e é hora de começar nosso trabalho. Nesses momentos, ela é útil e até mesmo protetora, pois surge para nos alertarmos que existe algum problema.

No entanto, mesmo que a ansiedade esteja nos alertando para prestar atenção em algo, isso não significa que ela não possa ser prejudicial. Pois, ela torna-se prejudicial quando não faz nenhum sentido em sentirmos ela, como exemplo: se sentir ansioso com atividades simples do cotidiano e que não gere ameaça; quando a ansiedade se torna rotineira sem nenhum motivo para acontecer; quando impossibilite de fazer as atividades diárias no dia a dia; quando gere alto nível de sofrimento psicológico e até mesmo quando existe uma constância de sintomas físicos como falta de ar, dor no peito e palpitação cardíaca, nestes casos é importante buscar ajuda.

Mas, vale destacar que existem algumas formas de trabalhar com os sintomas da ansiedade que é praticar meditação, fazer técnicas de respirações, técnicas de relaxamento e exercícios físicos. Porém, caso a ansiedade não melhore com essas tentativas busque um profissional como um psicólogo, pois, uma vez que a ansiedade não seja tratada, pode gerar depressão e até mesmo aumentar o risco de problemas cardíacos.

Christine Bianchi (CRP: 12/11234) – Psicóloga e Especialista em Desenvolvimento Pessoal e Carreira

https://www.instagram.com/christinebianchi.psicologa/

christinebianchi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *